• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho/RO.

Av. Elias Gorayeb, 1493, Bairro N. S. das Graças | CEP.: 76.804-144

secretaria@mir12ro.com | (69) 3229-9009 | 9 9914-2093

 

Departamento de Comunicação

midia@mir12ro.com | (69) 9 9381-3750

© Copyright 2019 | Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho / RO. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Departamento de Comunicação MIR.

Festa dos Tabernáculos 2017: Cidade de Deus

Por: Redação MIR

08/10/2017  15h30

A Festa dos Tabernáculos 2017 será uma convocação histórica com grande significado profético. O ano marcará 50 anos depois da reunificação de Jerusalém. Antes de 1967, Jerusalém era uma cidade dividida com o lado leste ocupado pelo Reino da Jordânia. Judeus que viviam na antiga cidade foram exilados para a Jerusalém Oeste e suas Sinagogas foram destruídas. Mas em junho de 1967, Israel preveniu a ataque massivo das forças árabes aliadas e não só miraculosamente sobreviveram como nação mas também recuperaram controle sobre os locais mais sacrados do Judaísmo: o Monte do Templo e a Antiga Cidade de Jerusalém. Jerusalém estava unida novamente.

No seu discurso no Monte das Oliveiras, Jesus profetizou sobre a cidade de Jerusalém: "Cairão pela espada e serão levados como prisioneiros para todas as nações. Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos deles se cumpram" (Lucas 21:24). Jerusalém foi pisoteada pelas nações por quase 2000 anos. O Império Romano exilou os judeus em 70 d.C. e a cidade foi posteriormente controlada pelos bizantinos, árabes, cruzados, mamelucos, otomados e, finalmente, os britânicos. Durante esse mesmo período, o Evangelho de Jesus Cristo se espalhou para os quatro cantos do mundo. Na verdade, foi, e ainda é, o tempo dos gentios.

Mas junho de 1967 foi o prenúncio de um novo tempo. Pela primeira vez em 2000 anos, Jerusalém já não era governada pelos gentios, mas por seus antigos, os judeus. 2017 marca 50 anos depois que uma cidade dividida se reuniu. É um jubileu que ruge como um leão que uma nova temporada está começando para Israel e a Igreja.

É como um toque do shofar chamando a igreja para alcançar possivelmente mais uma onda final de evangelização mundial e, ao mesmo tempo, permanecer em amizade e conforto com Israel, unidos como nunca antes. É também uma declaração a Israel que, ao contrário dos últimos 2000 anos, existe hoje um corpo de Cristo que cresce continuamente e reconhece o chamado de Deus sobre Israel e os judeus.

Você não pode perder esta experiência única na sua vida para celebrar esta festa do jubileu na "Cidade de Deus" e experimentar Deus nos falando de uma maneira única. Por favor, não deixe de comparecer à Festa dos Tabernáculos nos dias 13, 14 e 15 de outubro no Templo do MIR.

Estamos ansiosos para recebê-lo!