• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho/RO.

Av. Elias Gorayeb, 1493, Bairro N. S. das Graças | CEP.: 76.804-144

secretaria@mir12ro.com | (69) 3229-9009 | 9 9914-2093

 

Departamento de Comunicação

midia@mir12ro.com | (69) 9 9381-3750

© Copyright 2019 | Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho / RO. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Departamento de Comunicação MIR.

31.03.2018  12h05

Restaurenses compartilham suas experiências no Encontro com Deus

Veja como foi o Encontro e o Reencontro para Suelen e Clindoval, que participaram dos retiros no último fim de semana.

Por: Redação MIR

No último fim de semana o MIR promoveu o Encontro com Deus, realizado para novos convertidos e pessoas que chegaram recentemente no ministério e o Reencontro com Deus, já para líderes e pessoas a mais tempo com Jesus e que precisam de um renovo espiritual.

Foram quase 100 participantes, sendo 45 no Encontro e 28 no Reencontro. O objetivo do Encontro com Deus é de levar o novo convertido a entender quem ele é em Cristo Jesus, conduzí-lo a níveis de cura interior e libertação, além de conhecer quem é o Espírito Santo e como proceder durante a caminhada cristã.

Participantes do último Reencontro. (Foto: MIR)

Uma das participantes conversou com a redação, Suelen Prata, técnica de enfermagem e que está há dois meses frequentando o MIR. Perguntamos sobre suas experiências no Encontro e para ela foi difícil falar. "Não existem palavras que possam descrever! Eu senti o desejo no meu coração de ir à igreja, meu irmão que é discípulo do pastor Djalma me convidou para o culto e comecei a ir mais e mais vezes", conta Suelen. Ela ouviu o anúncio sobre o Encontro com Deus e decidiu participar e saber como era. "Melhor decisão dá minha vida! Acabei de falar pra uma amiga que me perguntou como foi", diz.

Suelen contou sobre suas experiências com o Espírito Santo: "Sentir o Espírito Santo é como ser mãe, palavra nenhuma pode fazer você imaginar como é, você precisa sentir! É tremendo, é sobrenatural, é cura, é libertação, é renovo", afirma entusiasmada.
 

Participantes do Encontro com Deus. (Foto: MIR)

Como todo recém-chegado do Encontro, Suelen voltou empolgada e determinada a cumprir o ide, comando de Jesus dado em Marcos 16:15: "Em nome de Jesus, seguirei firme neste caminho, firme na palavra, trabalhando na obra, ganhando almas pra Jesus, começando pela minha família. Tenho vontade de gritar para o mundo, sou nova criatura, livre e transformada!", finaliza.

Reencontro com Deus: de volta à essência

 

Já o Reencontro trabalha na vida de líderes, que por vezes deixaram a chama do Espírito Santo se apagar no coração. A proposta do retiro é de fazer com que os participantes retornem ao primeiro amor. No Reencontro líderes são restaurados e reabastecidos para mais uma etapa da caminhada.

Clindoval Lima, 12 da primeira geração de Apóstolo Gustavo, também não soube expressar sua experiência. "Não existe forma racional ou entendimento humano que possa explicar em palavras a magnitude desta experiência. Porém posso afirmar que foi sentir o céu ainda estando na terra, uma experiência sobrenatural, pois transcedeu a minha expectativa e o meu entendimento humano de forma que pude mergulhar em uma experiência de relacionamento e intimidade com Deus", afirma Clindoval, que afirma ter sido impactado em todas as áreas de sua vida.

Além disso, o líder afirma que recebeu ministrações a respeito de sua identidade. "Fui muito impactado no sentido de entender quem eu penso que sou, quem eu digo e mostro que sou e quem verdadeiramente eu sou; porque às vezes nós mesmos nos enganamos achando que somos os certos, os corretos e perdemos a oportunidade de nos aperfeiçoar ao reconhecer nossas imperfeições", diz.

Clindoval e família (esquerdo) e Suelen Prata (direito).

Segundo Clindoval, a grande lição que absorveu do Reencontro foi algo que já sabia, mas não vivia plenamente: "Deus é meu Pai! E como filho eu não preciso de protocolo ou cuidados para estar com Ele. Eu posso verdadeiramente me jogar no colo dEle, acariciar Sua face, beijar Seu rosto, deitar na Sua cama, usar a Sua roupa, brincar com Ele, chorar nos Seus braços, dar gargalhadas com Ele, porque Ele é meu Pai", afirma.

"Algo que está pulsando poderosamente no meu coração é que antes do Reencontro eu via Deus como Pai, mas agora eu o chamo de meu Papai e poder romper esse entendimento do que é ter apenas um Pai e poder entrar na sua intimidade e chama-Lo de Papai mudou a minha vida. A distância não existe mais, agora somos íntimos", conclui.