• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho/RO.

Av. Elias Gorayeb, 1493, Bairro N. S. das Graças | CEP.: 76.804-144

secretaria@mir12ro.com | (69) 3229-9009 | 9 9914-2093

 

Departamento de Comunicação

midia@mir12ro.com | (69) 9 9381-3750

© Copyright 2019 | Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho / RO. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Departamento de Comunicação MIR.

Uma história de amor e santidade que se iniciou no MIR

Eles se conheceram por um acaso. Ela era líder de jovens e após a célula, ela sempre pegava carona com sua amiga Cláudia. Rafaela mal sabia que Cláudia futuramente seria sua cunhada. Em um belo dia de carona, quem foi buscar a Claudia foi o Elionai. E Rafaela também foi no carro de carona. Foi neste dia que eles se conheceram. Rafaela sempre o convidava para ir na igreja e nas células, até que ele começou a ir.

“Nos conhecemos na igreja, comecei a vê-lo, mas não tinha muita amizade, pois ele era de outra célula. Tudo antes era mais rígido e as coisas foram acontecendo como Deus queria, em santidade, fomos nos conhecendo aos poucos”, diz Rafaela, contando que até hoje Elionai brinca com ela, pois uma das primeiras vezes que ela falou com ele foi para pedir dinheiro para uma oferta específica. “Ele ficou desconfiado, eu pedindo dinheiro dele sem nos conhecermos, mas ali começamos um pequeno contato e daqui a pouco já estávamos trocando olhares, mas só isso”, completa.

No dia dos namorados, confira a história de Elionai e Rafaela, que construíram seu relacionamento no MIR, a importância do corpo de Cristo e da liderança no processo.

Por: Redação MIR

12/06/2017  18h

Deus foi preparando os caminhos e as discípulas de Rafaela começaram a ter muito contato com Elionai. Ele tinha carro e sempre as meninas queriam sair com ele, pegar carona e Rafaela, cautelosa, começou a alertar as meninas. Mas de repente, ela começou a conversar mais com Elionai, tudo por causa das discípulas, mas chamava muita atenção dele, dizendo para ele vigiar. “Uma das minhas discípulas começou a gostar dele e me contou, mas eu ainda não sentia nada por ele, então orientei que ela orasse, pois Deus ia dar a resposta. E acabou que nos apaixonamos! (risos)”.

 

"Muito tempo depois, comecei a gostar dele. Vi também que ele me observava quando eu estava dançando no altar, começamos a trocar olhares e de repente ele falou para o líder dele que queria orar por mim. Ele foi até a minha casa e conversou comigo. Eu disse que também estava sentindo algo por ele, mas que ele precisava conversar com minha mãe, que sempre foi muito bruta, e com os meus quatro irmãos (risos). Eu disse a ele: ‘Você vai ter que enfrentar”, e ele estava decidido. Ele conversou com todos e começamos a orar. Pedimos orientação de Deus e em seguida entramos em compromisso durante 5 anos! Noivamos por 2 anos e nos casamos. Graças a Deus o Senhor nos guardou durante esse período, debaixo de santidade. Estamos juntos e com nosso filho até hoje."

A importância do corpo de Cristo no processo

 

"Durante esse processo, desde quando nos conhecemos até o casamento, sempre fomos muito abençoados pelo MIR, pelos pastores e pelos ensinamentos. Esses foram os melhores dias da nossa vida com relação à santidade. Bem rígidos com doutrinas que tínhamos antigamente, mas que nos ajudaram a nos manter em santidade, a estarmos verdadeiramente firmados no que queríamos. Esse processo de compromisso, casar em santidade e sem pecados, foi muito importante, pois em todo momento eu sentia que o meu relacionamento com o Elionai era de Deus. Não é todo mundo que fica 6 anos sem se beijar e sem contato íntimo e isso nos amadureceu muito e nos ajudou a entender o propósito do relacionamento e do casamento. Até hoje nos ajuda a trazer essa santidade em todos os momentos no nosso relacionamento. Nos entregar como um casal, como um só corpo, diante da bênção de Deus que é o casamento. O cuidado dos líderes, as orientações, a vigilância e cobrança nos ajudou e muito a nos guardar."

O casal junto com seus pastores no dia do casamento,

em 2008. (Acervo pessoal)

Com o exemplo de santidade e devoção ao Senhor dos jovens casados Elionai e Rafaela, é que queremos desejar um feliz dia dos namorados/compromissados. Em um mundo cheio de perversões, ainda acreditamos que um casamento pode ser construído debaixo da santidade. Precisamos propagar isso. Entenda que essa é a vontade do Senhor para com Seus filhos: que habitem e família e construam uma história pautada em Sua vontade.