• White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White YouTube Icon
Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho/RO.

Av. Elias Gorayeb, 1493, Bairro N. S. das Graças | CEP.: 76.804-144

secretaria@mir12ro.com | (69) 3229-9009 | 9 9914-2093

 

Departamento de Comunicação

midia@mir12ro.com | (69) 9 9381-3750

© Copyright 2019 | Ministério Internacional da Restauração em Porto Velho / RO. Todos os direitos reservados. Desenvolvido por: Departamento de Comunicação MIR.

13/01/16 01h10

Colheita do milho, sinal profético que aponta para a colheita

Na última terça (12), os restaurenses colheram milho no terreno para encontros do MIR; confira na íntegra.

Janaína Pereira

Redação MIR

O Ano da Reforma já tem sido conotado também como o Ano do Descanso, o ano perfeito para os justos! Isso porque 2016 é um ano “shabático” ou sabático, segundo o calendário judaico. No MIR, este ano tão significativo teve em seus primeiros dias um ato com significado profético: colheita.

 

A colheita de milho ocorreu no dia 12 de janeiro e foi dirigida pelos pastores Raimundo Nonato Pereira e Odete de Oliveira e demais pastores que estiveram no local, sob comando e bênção dos apóstolos Gustavo Mota e Keyla Serrulha.

 

A concentração aconteceu em frente à igreja a partir das 14h para o início do percurso, que se deu por volta das 14:30h. A chegada ocorreu após, em média, 40 minutos da partida ao local da colheita, o qual dista aproximadamente 30 km da ponte sobre o Rio Madeira.

Restaurenses colhendo milho. (Foto: Janaina Pereira)

Ao chegar, uma palavra foi dada aos fiéis pelos pastores Alan Delon e Raimundo Nonato, conscientizando ainda mais os restaurenses quanto ao significado e a importância do ato. “E Jesus disse isso: ‘o campo está branco. O campo já está pronto. Onde estão os ceifeiros?’ Então, a gente está aprendendo literalmente essa palavra do Senhor. O milho está pronto, e hoje faremos essa colheita. E como um ato profético, nós vamos estar orando, declarando, assim como o pastor Nonato disse, que a prosperidade de Deus virá sobre a nossa vida. Assim, vamos nos tornar grandes, grandes líderes de célula, vamos ganhar Porto Velho para Jesus Cristo, vamos fazer a diferença, nossa célula vai frutificar e multiplicar. Estamos abençoados por Deus e por nossos apóstolos” declarou o 12 da primeira geração, pastor Alan Delon. Uma oração também foi feita, comandada pelo pastor Djalma Brasil antes de iniciarem-se os “trabalhos”.

Val Maia, crendo no significado profético da colheita.
(Foto: Janaina Pereira)

Desde crianças até idosos puderam participar do feito. Famílias inteiras deslocaram-se para seguirem o direcionamento dado pelo apóstolo. Val Maia é membro do MIR e esteve juntamente com sua família no evento “O significado é meio que um ato profético mesmo. Nunca participei de algo tão interessante. Pra mim foi bem legal, muito produtivo e a colheita foi muito grande. Espero na próxima estar aqui novamente” conta a cabelereira, afirmando, ainda, não ter experiência com o tipo de tarefa, diferente de sua mãe, a qual a acompanhava.

 

Sacolas cheias eram descarregadas na carroceria da camionete, com as espigas colhidas dentro de 2 horas. Logo alcançou-se o alvo e os colhedores puderam desfrutar da recompensa de seus esforços, alimentando-se do milho colhido. Uma colheita extraordinária se deu, assim como cremos que será o estabelecido por Deus aos que têm se mantido íntegros, justos em Cristo e retos na presença do Senhor.

 

"Porque, assim como a terra faz brotar a planta e o jardim faz germinar a semente, assim o Soberano, o Senhor, fará nascer a justiça e o louvor diante de todas as nações." (Isaías 61:11)

A finalidade do local

 

“Esse terreno foi uma doação de um irmão nosso da igreja. A finalidade aqui é de construirmos um lugar para Encontro, recuperação de drogados...”, afirma o pastor Raimundo Nonato quanto ao que se propõe o local, que deverá servir aos eventos e projetos da igreja. “Já fizemos até alguns eventos na igreja para arrecadar fundos para começar aqui. Se Deus quiser, nesse verão nós vamos começar”. Ele completa dizendo que a ideia de plantar milho foi concebida pelo apóstolo Gustavo para que as pessoas tivessem a ideia de que tudo o que semearmos iremos colher, “esse milho é isso, semeamos há 3 meses e estamos colhendo”.

Segundo o pastor, a previsão é de que esta conquista, de um local próprio para as atividades do ministério, se dê ainda este ano.

 

Dessa forma, espera-se que no ano perfeito para os justos, grandes colheitas se estabeleçam e conquistas ainda maiores que as já alcançadas realizem-se na vida, família e no ministério, daqueles que mantêm-se firmes ao propósito em Deus, seguindo fielmente o princípio de semear e colher.

 

Portanto, a você que tem semeado, que venha o tempo de desfrutar da sua colheita!

Pastor Nonato afirma que ainda em 2016 teremos o espaço para encontros. (Foto: Janaina Pereira)